70 milhões de pessoas viajam no 4 de Julho

ATLANTA - Mais de 71 milhões de pessoas devem viajar nesse feriado de 4 de julho nos Estados Unidos, estima a Associação Americana de Automóveis (AAA).  A celebração da independência do país deve superar os recordes em todas as vias. 

"Com as férias de verão a todo vapor e a flexibilidade do trabalho remoto, mais americanos estão fazendo viagens prolongadas para o Dia da Independência”, disse Paula Twidale, vice-presidente da AAA. “Prevemos que esta semana de 4 de julho será a mais movimentada de todos os tempos.”

Isso significa que 1 em cada 5 residentes do país deve pegar a estrada até o próximo dia 8. Os percursos tendem a levar até três horas a mais do que o usual, sendo que  melhor horário para viajar é sempre no início da manhã antes das 10, orienta a agência. 

O motorista vai encontrar preços de combustível abaixo dos valores do ano passado. Uma média de US$ 3.50 o galão, enquanto em 2023 girava em torno de US$ 3.53 e em 2022  chegava a US$ 5.

Desde a semana passada, os aeroportos atingiram os níveis máximos de viajantes, com 2,99 milhões em um único dia, informou Administração de Segurança no Transporte (TSA). 

Por isso, os especialistas orientam a chegar mais cedo e ter paciência com os atrasos. 

Os dias mais movimentados dos aeroportos devem ser 3, 7 e 8 de julho, sendo que os terminais de Atlanta, Dallas-Fort Worth e Denver registram o maior fluxo de passageiros. 

Principais destinos

Dessa vez, Orlando, na Flórida, aparece como o segundo destino das viagens domésticas. No topo da lista está Seatle, capital de Washington. 

Em terceiro aparece Anchorage, no Arkansas, Honolulu, no Havaí e Miami, na Flórida. 

Já quem decidiu sair do país, escolheu Vancouver, no Canadá, Londres, na Inglaterra, Roma, na Itália, e Dublin, na Irlanda. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Justiça de SP pede urgência para deportação da cantora Reisla da Vitória presa em Massachusetts

Brasileira é presa em caso de duplo homicídio na Virgínia

Estelionatário brasileiro é preso após assalto a banco em Orlando